Get Adobe Flash player

Talento da Terra: César Martins Oliveira - ídolo da história do Grêmio

05/09/2012 - 07:47:57

César Martins Oliveira - ídolo da história do Grêmio

Nosso Talento da Terra desta semana é um dos jogadores sanjoanenses mais bem sucedidos, César Martins de Oliveira, 56, filho de Carlos Alberto Simões de Oliveira e Marina Martins Oliveira. Nasceu para jogar futebol e ser o eterno ídolo da história do Grêmio.

Vindo de uma família de apaixonados por futebol, César destaca a importância de seu pai, Carlos Alberto na sua formação.

“Meu pai, Tio Celso, e toda a família do meu pai são fanáticos pelo futebol e pelo Flamengo, e desde cedo meu pai foi nosso grande professor, tanto no aprendizado do futebol quanto nos seus fundamentos básicos. Mais do que nos ensinar futebol, nos ensinou a ter dignidade, valentia, amizade e fazer o bem sem saber a quem, sem dúvidas o maior orgulho que eu tenho é ser filho de Carlos Alberto.”

Desde criança, César era um apaixonado por futebol, bastante arteiro, deu muito trabalho aos seus pais, e foi na infância que despertou sua vontade de ser jogador de futebol.

 “Foi na Copa do Mundo de 1970 que começou minha vontade de jogar futebol, onde grandes craques como: Tostão, Pelé, Gerson, Rivelino, Carlos Alberto, davam prazer de ver aquela seleção jogar, despertando assim a minha vontade, mesmo ainda criança, de jogar futebol, tendo como meu maior ídolo o jogador Tostão, que depois de um tempo conheci pessoalmente.”

César começou a jogar bem cedo no Fluminense de São João da Barra, através do incentivo do seu pai, ainda na sua adolescência jogou na categoria Juvenil do Americano de Campos onde se destacou e foi para o America-RJ se tornando profissional e artilheiro do Campeonato Brasileiro de 1979 quando marcou 22 vezes.

Depois do sucesso no América, César foi vendido ao Benfica de Portugal, onde foi campeão Português, campeão da Taça de Honra, campeão da Taça Portugal, chegando ainda a uma semifinal da Liga dos Campeões da Europa.

“Fiquei no Benfica de Portugal no período de três anos e meio, me lembro dos títulos, e da experiência única de jogar no futebol internacional.”

Com o êxito no futebol português, César foi comprado pelo Grêmio para a disputa da Taça Libertadores de 1983, e aquele ano se tornaria inesquecível para o jogador e para a torcida do Tricolor Gaúcho.

“O Grêmio estava precisando de um atacante para disputar pela primeira vez a Taça Libertadores da América, volto ao Brasil, para o Grêmio, e conseguimos conquistar a Libertadores em 28 de Julho de 1983, o primeiro título internacional da história do clube.”

Na final contra o Peñarol em pleno o Estádio Olímpico com mais de 83 mil pessoas, o Grêmio venceu porn 2 a 1, com o gol do título marcado por César.

“Lembro que o Caio marcou o primeiro gol, o Peñarol empatou e estava nos pressionando bastante, foi quando o Tarcísio rebateu uma bola, ela sobrou para o Renato (Gaúcho), e quando ele levantou a bola para fazer o balão eu pensei, vou me antecipar, e assim fiz, a bola viajou e eu mergulhei para cabecear e tive a felicidade de ter marcado o gol.”

O título da Libertadores daquele ano deu o direito ao Grêmio de disputar o Campeonato Mundial, e o tricolor conquistou o título de Campeão do Mundo com uma vitória por 2 a1 diante do Hamburgo da Alemanha, tornando o ano de 1983 o “ano azul”.

Depois do ápice na sua carreira em 1983, César foi emprestado ao São Bento de Sorocaba, jogou também no Paysandu de Belém do Pará, Pelotas-RS, voltando ainda ao Grêmio, onde resolveu parar de jogar futebol.

“Parei de jogar com 32 anos, por motivo de uma lesão entre o fêmur e a bacia que vinha se arrastando desde 84, se quisesse continuar jogando tinha que fazer uma intervenção cirúrgica, e para me recuperar iria precisar de dois anos, e só voltaria com 35 anos, e naquela época um jogador com essa idade não estaria em condições de jogar em nenhum time aqui no Brasil, com isso tomei a decisão de parar.”

César não se arrepende da decisão, e diz que conseguiu alcançar todos os seus objetivos, e o principal deles Foi voltar para São João da Barra.

“Voltei para minha terra para ajudar a educar meus filhos como meus pais me educaram, e graças a Deus hoje eles estão todos

Quando perguntado sobre os seus sonhos, César é bem direto e diz que enquanto tiver saúde e vida quer continuar trabalhando com o futebol. com seus empregos, todos com suas famílias, me dando netos e a minha vida realizada.”

“Já tive convites de vários times profissionais, mas não quero isso, o meu objetivo é fazer um trabalho a longo prazo com a categoria Sub-11, onde se trabalha só os fundamentos básicos do futebol, para que essa criança já saiba como proceder dentro do campo”.

 

Por onde passou César acumulou amizades, foi reconhecido e fez história. Em dezembro estará presente na solenidade de inauguração das novas dependências do Estádio Olímpico no Rio Grande do Sul, quando será homenageado mais uma vez pela diretoria do Grêmio de Futebol Porto Alegrense.

Com sua experiência de vida, César deixa um recado para quem quer seguir a profissão de jogador de futebol: “ Eu digo aos jovens que acreditem, em qualquer profissão você tem que acreditar,se preparar e principalmente se dedicar, no esporte principalmente tem que se abrir mão de muitas coisas que não são saudáveis para se conseguir o sucesso.

Confira os vídeos abaixo:

 

 

 

7 comentários para César Martins Oliveira - ídolo da história do Grêmio
Napoleão Mira
04/06/2014 - 10h39

Fui amigo do César aquando da sua passagem por Portugal. Gostava de entrar em contacto com ele. Existe alguma possibilidade de conseguir a sua morada, ou telefone. Sou escritor e dediquei-lhe um texto no meu último livro e gostaria de lhe enviar. Grato por toda a ajuda possível. Napoleão Mira

ROSANGELA SOARES JANNUZZI
23/07/2013 - 18h49

Parabéns Cesar pelo seu talento no futebol, felicidades para vc e sua família. Sempre admirei vc em sua carreira no futebol. Um abraço (Rosângela de São João da Barra e Niterói/RJ).

Janete da Silva
13/12/2012 - 11h09

PARABÉNS AMIGO CÉSAR!!!GUARDO ATÉ HOJE COM MUITO AMO E CARINHO O CHAVEIRO QUE GANHEI DE TI!! FIQUEI MUITO FELIZ EM SABER QUE TU ESTÁ BEM!! PARABÉNS MESMO!!!BJOS

Janete da Silva
13/12/2012 - 10h58

Conheci o Cesar quando ele chegou de Portugal,p jogar no Grêmio,eu sempre soube que ele teria uma carreira brilhante no futebol!! Parabéns meu querido amigo,fico muito feliz em ler essa homenagem que fizeram p ti!!Até hoje tenho teu chaveiro de prata que tu me deu,guardo com muito amor!!!Tu foi muito importante p nosso time!! Parabéns

Jorge de Souza
30/11/2012 - 03h40

Parabens pela homenagem que foi feita a um homem lutador e amigo. Só quem conhece CÉSAR pode muito bem avaliar a sua trajetória e sua maneira de ser. Sempre de bem com a vida. Conheci seus pais e conheço seus irmão e família em geral, exemplo a ser seguido. Parabens CESAR, que o Grande Arquiteto do Universo ilumine a você e a toda sua família.

Marcos Beiruth de Oliveira
26/11/2012 - 23h07

Parabens Cesar pela sua brilhante carreira no futebol . Isso nos dá muito orgulho, de gente da nossa terra brilhando no futebol nacional e internacional.

JOZIMAR ROCHA DA SILVA
05/09/2012 - 10h20

Quero deixar aqui os meus parabens a esse grande sanjoanense que levou o nome do nosso município alem das fronteiras,eu e principalmente meu irmão,gilmar(in memorian)o admiramos.Parabens pelo sucesso e por familia maravilhosa.ABRAÇOS.

Deixe seu comentário

Quantidade máxima de 350 caracteres

Publicidade